Lutas

Artes marciais podem ajudar a previnir osteoporose em idosos, aponta estudo

Quem pensa que as lutas são esportes para jovens pode ter uma surpresa na aula do mestre Deo, professor de jiu jitsu. Esbanjando vitalidade e saúde, Deoclécio Paulo, 76 anos, é a prova viva de que esse tipo de atividade pode combinar com a terceira idade.

O professor, que há mais de 65 anos se dedica à arte marcial, corrobora com a conclusão de especialistas de que, tomados os devidos cuidados, as lutas podem ser uma boa atividade para os mais velhos manterem a vitalidade e até mesmo prevenir doenças como a osteoporose.

Minotauro, Rodrigo Nogueira, lutador brasileiro de Vale Tudo/ MMA

O baiano Antonio Rodrigo “Minotauro” Nogueira é um dos maiores expoentes do vale-tudo no Brasil. Ele conseguiu seu espaço com a fama de finalizador, lutador que costuma derrotar seus adversários por outras maneiras que não sejam o nocaute.

Iiniciou sua carreira nas artes marciais aos 5 e, como muitos outros lutadores, começou pelo judô, modalidade que praticou até os 8 anos.

Aos 10 anos, Minotauro passou por um incidente que marcou a sua vida. Um caminhão passou por cima de seu corpo, causando rompimento do diafragma, contusões sérias no tronco e problemas nas pernas.Continue a ler »Minotauro, Rodrigo Nogueira, lutador brasileiro de Vale Tudo/ MMA

Anderson Silva, The Spider, lutador de Vale Tudo/ MMA

Anderson “The Spider” Silva é lutador de vale-tudo, tem 84 quilos, 33 anos (14/04/1975), e é considerado um dos melhores exemplos de lutador de artes marciais mistas. Especialista em Muay Thai (a arte das oito armas: são dois cotovelos, dois joelhos, dois punhos e duas pernas) e Jiu Jitsu Brasileiro, o curitibano já deixou muitos adversários famosos no chão.Continue a ler »Anderson Silva, The Spider, lutador de Vale Tudo/ MMA

A história do Vale Tudo – MMA

O boxe e o judô sempre foram as lutas mais conhecidas e divulgadas no mundo. Por terem ido para as olimpíadas, ganharam status e principalmente no caso do boxe, muito dinheiro.

Até o início dos anos 90, esses dois esportes ocupavam os maiores espaços publicitários e da mídia quando se tratavam de artes marciais, mas um competição que gradativamente vem crescendo no gosto popular, surgida há cerca de 15 anos atrás, fundiu todas as artes marciais em uma só e vem ganhando cada vez mais espaço entre os fãs: o vale-tudo.

De uma luta desordenada e sem regras, a modalidade ganhou organização, promoção, regras e um público apaixonado que fez de alguns lutadores estrelas conhecidas em diversos países, marcadamente no Japão.Continue a ler »A história do Vale Tudo – MMA