Primeiros Socorros

Derrame ou AVC – Primeiros Socorros

O derrame ou AVC é a  principal causa de invalidez em adultos; somente a doença cardiovascular e o câncer causam mais óbitos anualmente. Para cada década de vida após os 55 anos, seu risco de ter um derrame dobra.

É possível reduzir as chances de ter um derrame por meio do reconhecimento e da mudança de certos hábitos do estilo de vida. Se você corre alto risco, medicamentos como aspirina e um procedimento cirúrgico denominado endarterectomia de carótida podem evitar um grave derrame.

Se você tiver mesmo um derrame, o tratamento imediato pode minimizar o dano ao cérebro e a invalidez subsequente. Hoje, 70% das pessoas que têm um derrame se mantêm independentes; 10% se recuperam completamente.

Alergia Alimentar– Primeiros Socorros

Alergia é uma reação a uma substância estranha (denominada alérgeno) do sistema imunológico. A reação pode assumir várias formas, que incluem erupções, congestão, asma e, raramente, estado de choque ou morte.

As alergias alimentares são as menos bem compreendidas de todas. Duas em cada cinco pessoas acreditam que são alérgicas a alimentos específicos. Entretanto, menos de 1% tem verdadeiras alergias alimentares.

Infarto – Primeiros Socorros

Metade das pessoas que sofrem um ataque do coração espera duas horas ou mais para procurar tratamento. E uma boa parte morre antes de chegar ao hospital.

Entre os que sobrevivem para lidar com a recuperação, a maior parte do dano permanente causado ao coração ocorre durante a primeira hora. A demora pode matar alguém sofrendo um infarto.

Pequenos detalhes, como mastigar uma aspirina durante o infarto, podem representar uma diminuição de 25% na taxa de óbito.

Porque a primeira hora ao ter um infarto é crucial ?

Asfixia por engasgo – Primeiros Socorros

A pessoa se engasga quando há uma obstrução na passagem respiratória da garganta ou da traquéia. Esta situação exige tratamento de emergência para evitar inconsciência ou morte.

Engasgo, doença cardíaca ou outros problemas podem provocar a parada do coração e da respiração. A respiração e a circulação sanguínea precisam ser restauradas imediatamente (ver ressuscitação cardiopulmonar) para que a vida da pessoa seja salva.