A condução do tratamento homeopático

O remédio homeopático clássico, hoje disponível em qualquer farmácia especializada, apresenta-se habitualmente sob forma de pequenos glóbulos ou pequenos grânulos (conforme a espessura) de lactose pura, impregnados da substância ativa que dá nome (em latim) ao medicamento.

Além do nome do produto, cada remédio traz na etiqueta o grau da diluição (C1, C2, C3, e assim por diante) que corresponde ao número de passagens sucessivas do princípio ativo no veículo da diluição, esse último sendo geralmente álcool de cereais.

A escolha das diluições

Em caso de doenças de forma aguda, é preferível escolher entre os remédios de baixa diluição, geralmente em quarta centesimal hahnemanniana etiquetado C4 no frasco dos glóbulos. Na verdade, a experiência clínica provou que quanto mais à doença apresentar um caráter de gravidade ou acuidade (febre elevada, agudeza dos sintomas, etc.) mais haverá interesse em preferir um remédio de baixa diluição, ou seja, um remédio cujo principio ativo esta ainda relativamente próximo da tintura-mãe da qual o químico partiu para prepará-lo. Ao contrário deve-se usar diluições médicas C12 em casos subagudos e diluições mais altas (C30) em doenças crônicas.

figura mostrando o funcionamento das diluições na homeopatia

Como são feitas as diluições na homeopatia

A Escolha do Remédio

Se os sintomas mudam de característica, e essa é a razão pela qual convém acompanhar a evolução da doença, deve-se modificar a prescrição. Logo, partindo-se do novo remédio escolhido segundo os novos sinais constatados e indicados para o “momento” da doença, prepara-se uma nova solução nas mesmas condições e com as mesmas doses, e também, com o mesmo ritmo de administração.

Por outro lado, se se tratar de paciente cujo estado de saúde não exige repouso na cama ou no quarto, pode-se, então, dar ou tomar os glóbulos indicados por via oral, deixando dissolver sob a língua três ou quatro unidades do medicamento selecionado ou prescrito, de três em três horas, ou de quatro em quatro horas, durante o dia.

Medicamentos Auxiliares

A administração ou a ingestão de remédios homeopáticos, naturalmente, não exclui todos os medicamentos de uso externo ou interno.

Voltar ao índice de Homeopatia

Marcações:

Deixe uma resposta