suplementos alimentares

Maltodextrina, veja como usar esse suplemento alimentar

A maltodextrina é  carboidrato vindo do amido de milho e é encontrada em pó.

A maltodextrina contém polímeros de dextrose/glicose, compostos de açúcar unidos que são mais fáceis de serem assimilados e utilizados pelo corpo. Estes polímeros são metabolizados de forma lenta e constante, o que pode ajudar a sustentar os níveis de energia durante atividades que necessitam de resistência (por exemplo, partida de tênis, jogo de futebol, basquete, vôlei, maratona, etc.).

Suplementos de maltodextrina são uma fonte conveniente e econômica de energia para pessoas ativas.

Como a maltodextrina age no corpo

A maltodextrina repõe a energia gasta durante a atividade física, melhorando o desempenho e retardando a fadiga, por meio da liberação gradual de glicose para o sangue.

Como a maltodextrina é facilmente assimilada pelo organismo e metabolizada de maneira lenta e constante, seu consumo proporciona um gás extra para a prática de esportes como futebol, vôlei, basquete e corrida.

Ribose – veja como usar esse suplemento alimentar

A ribose é o carboidrato existente nas células, em sua forma natural. Com ela o corpo produz o ATP – uma pequena molécula que é a fonte de energia que alimenta nossos corpos. Sem a ribose, que é a base estrutural sobre o qual o ATP é construído, ele não poderia ser produzido e nosso corpo seria privado de energia.

A suplementação com ribose pode estimular a produção de ATP imediatamente, permitindo, assim, que os músculos trabalhem de forma otimizada. A ribose ajuda a aumentar as reservas de energia para atividades anaeróbias intensas, fazendo com que os músculos tenham a energia necessária para explosões de força. Assim, a ribose é importante em atividades que necessitam de força explosiva, como a musculação, as lutas, o basquete, o futebol e as corridas de velocidade.

Suplementos alimentares, aprenda como eles devem ser utilizados

Recomendado para atletas que necessitam de nutrientes, vitaminas e sais minerais, os suplementos devem ser prescritos por um nutricionista, que traçará o perfil do esportista e indicará o composto que mais se adapta as suas necessidades.

Uma boa alimentação, hábitos saudáveis e a prática regular de esportes fazem parte da rotina de atletas amadores e profissionais. Para aqueles que praticam uma atividade física regular, como é o caso de musculação ou corrida, ou mesmo atletas que vêem no esporte uma forma de trabalho, a inserção de suplementos alimentares tem como objetivo completar a dieta diária do esportista e auxiliar na reposição de vitaminas e sais minerais. Em alguns casos a falta do complemento pode ocasionar ao atleta a queda de rendimento, cansaço excessivo, deficiência de nutrientes, entre outros problemas.

Suplementos alimentares, uso ou não uso?

Trata-se de uma discussão antiga para o qual existem duas respostas possíveis: NÃO – Uma alimentação racional, saudável e equilibrada fornece-nos todos os nutrientes que necessitamos para uma eficaz prática desportiva ou, SIM – Existem certas situações em que uma nutrição embora saudável, seja insuficiente, ou, no mínimo pouco prática, para facultar todos os nutrientes e condições necessárias para um bom rendimento ao atleta.

Suplementos alimentares, você conhece mesmo os principais tipos e suas funções?

Glutamina, aminoácido, BCAA, óxido nítrico, creatina, precursores do hGH, etc.. A lista é longa de suplementos alimentares disponíveis para quem deseja um corpo musculoso, mais energia para a prática esportiva ou apenas emagrecer.

Da mesma forma que a quantidade de suplementos alimentares é grande, também é o desconhecimento das vantagens e desvantagens do uso de cada um deles.

Confira abaixo quando usar um suplemento, suas vantagens e desvantagens:

Termogênicos ou “fat burner”, uma ajuda para queimar gorduras

Termogênicos são produtos que têm como objetivo principal ajudar no emagrecimento. Existem vários no mercado, para todos os gostos e bolsos, além de vários alimentos naturais que funcionam como termogênicos.

Os termogênicos, que também são conhecidos como “fat burners“, ou queimadores de gordura, tem como principio ativo um composto de substâncias adrenérgicas, que liberam adrenalina, provocando aceleração nos batimentos cardíacos, mais disposição para atividades físicas e mentais e, como conseqüência, um pequeno aumento da temperatura corporal. E é esse aumento da temperatura corporal que permite a queima de gorduras.